Disciplina: Língua Portuguesa 0 Curtidas

A escravidão Esses meninos que aí andam jogando peteca não - ENEM 2023

Questão 26 - Caderno Azul
Atualizado em 29/02/2024
Continua após a publicidade..

A escravidão

Esses meninos que aí andam jogando peteca não viram nunca um escravo... Quando crescerem, saberão que já houve no Brasil uma raça triste, votada à escravidão e ao desespero; e verão nos museus a coleção hedionda dos troncos, dos vira-mundos e dos bacalhaus; e terão notícias dos trágicos horrores de uma época maldita: filhos arrancados ao seio das mães, virgens violadas em pranto, homens assados lentamente em fornos de cal, mulheres nuas recebendo na sua mísera nudez desvalida o duplo ultraje das chicotadas e dos olhares do feitor bestial. [...]
Mas a sua indignação nunca poderá ser tão grande como a daqueles que nasceram e cresceram em pleno horror, no meio desse horrível drama de sangue e lodo, sentindo dentro do ouvido e da alma, numa arrastada e contínua melopeia, o longo gemer da raça mártir — orquestração satânica de todos os soluços, de todas as impressões, de todos os lamentos que a tortura e a injustiça podem arrancar a gargantas humanas

Publicado em 1902, o texto de Olavo Bilac enfatiza as mazelas da escravidão no Brasil ao

BILAC, O. Disponível em: www.escritas.org. Acesso em: 29 out. 2021.

  1. descrever de modo impessoal as consequências da exploração racial sobre as gerações futuras.

  2. contrapor a infância privilegiada das crianças da época à infância violentada das crianças escravizadas

  3. antecipar o futuro apagamento das marcas da escravidão no contexto social.

  4. criticar a atenuação da violência contra os povos escravizados nas memórias retratadas pelos museus.

  5. imaginar a reação de indiferença de seus contemporâneos com os escravizados libertos.

Continua após a publicidade..

Solução

Alternativa Correta: C

A resposta do gabarito oficial, c, desconsiderou o fato de que os museus terão, no seu acervo, os instrumentos de tortura que supliciavam os escravizados. As marcas desse sistema hediondo não foram, portanto, apagadas no contexto social, segundo afirma o texto. Na verdade, tanto no primeiro parágrafo, como também no segundo, é enfatizada, de modos diferentes, a contraposição entre os meninos que brincam e os seres que foram escravizados. No primeiro, esses meninos que jogam peteca, quando crescerem, irão a museus que expõem os instrumentos de tortura que supliciavam os escravos. No segundo parágrafo, contrapõe-se a indignação pessoal: por mais que o frequentador desses museus se sinta aviltado ao observar esses instrumentos de martírio, essa “indignação nunca poderá ser tão grande como a daqueles que nasceram e cresceram em pleno horror”. Olavo Bilac, nos dois parágrafos, contrapõe a situação do menino e posterior adulto à situação de quem foi submetido à escravidão. A resposta adequada é a da alternativa b.

Resolução adaptada de: Curso Objetivo

QrCode Estuda por aqui

Ajude-nos com uma doação!

Nós trabalhamos duro para manter este site e oferecer conteúdo de qualidade gratuitamente. Se você gostou do que oferecemos, por favor, considere fazer uma doação de qualquer valor através do PIX para nos ajudar a manter o site funcionando. Sua contribuição é muito valiosa para nós!
Chave PIX: contato@estudaporaqui.com.br
Recebedor: Wesley Rodrigues

Área do Conhecimento: Linguagens Códigos e suas tecnologias

Ano da Prova: 2023

Nível de Dificuldade da Questão: Médio

Assuntos: Linguagens

Vídeo Sugerido: YouTube

Ainda não há comentários.

Autenticação necessária

É necessário iniciar sessão para comentar

Entrar Registrar