Disciplina: Língua Portuguesa 0 Curtidas

Nesse texto, a Língua Brasileira de Sinais (Libras) passa - ENEM 2023

Questão 16 - Caderno Azul
Atualizado em 29/02/2024
Continua após a publicidade..

Mandioca, macaxeira, aipim e castelinha são nomes diferentes da mesma planta. Semáforo, sinaleiro e farol também significam a mesma coisa. O que muda é só o hábito cultural de cada região. A mesma coisa acontece com a Língua Brasileira de Sinais (Libras). Embora ela seja a comunicação oficial da comunidade surda no Brasil, existem sinais que variam em relação à região, à idade e até ao gênero de quem se comunica. A cor verde, por exemplo, possui sinais diferentes no Rio de Janeiro, Paraná e São Paulo. São os regionalismos na língua de sinais.
Essas variações são um dos temas da disciplina Linguística na língua de sinais, oferecida pela Universidade Estadual Paulista (Unesp) ao longo do segundo semestre. “Muitas pessoas pensam que a língua de sinais é universal, o que não é verdade”, explica a professora e chefe do Departamento de Linguística, Literatura e Letras Clássicas da Unesp. “Mesmo dentro de um mesmo país, ela sofre variação em relação à localização geográfica, à faixa etária e até ao gênero dos usuários”, completa a especialista.
Os surdos podem criar sinais diferentes para identificar lugares, objetos e conceitos. Em São Paulo, o sinal de “cerveja” é feito com um giro do punho como uma meia-volta. Em Minas, a bebida é citada quando os dedos indicador e médio batem no lado do rosto. Também ocorrem mudanças históricas. Um sinal pode sofrer alterações decorrentes dos costumes da geração que o utiliza.

Nesse texto, a Língua Brasileira de Sinais (Libras)

Disponível em: www.educacao.sp.gov.br. Acesso em: 1 nov. 2021 (adaptado).

  1. passa por fenômenos de variação linguística como qualquer outra língua.

  2. apresenta variações regionais, assumindo novo sentido para algumas palavras.

  3. sofre mudança estrutural motivada pelo uso de sinais diferentes para algumas palavras.

  4. diferencia-se em todo o Brasil, desenvolvendo cada região a sua própria língua de sinais.

  5. é ininteligível para parte dos usuários em razão das mudanças de sinais motivadas geograficamente.

Continua após a publicidade..

Solução

Alternativa Correta: A

Segundo a especialista, a Língua Brasileira de Sinais (Libras) não é uma língua sem variação de signo, ou seja, sofre mudança dos que se comunicam em relação à região, à idade e até ao gênero. Os diferentes sinais para a cor verde ou cerveja comprovam essa variação.

Resolução adaptada de: Curso Objetivo

QrCode Estuda por aqui

Ajude-nos com uma doação!

Nós trabalhamos duro para manter este site e oferecer conteúdo de qualidade gratuitamente. Se você gostou do que oferecemos, por favor, considere fazer uma doação de qualquer valor através do PIX para nos ajudar a manter o site funcionando. Sua contribuição é muito valiosa para nós!
Chave PIX: contato@estudaporaqui.com.br
Recebedor: Wesley Rodrigues

Área do Conhecimento: Linguagens Códigos e suas tecnologias

Ano da Prova: 2023

Nível de Dificuldade da Questão: Fácil

Assuntos: Interpretação Textual, Linguagens

Vídeo Sugerido: YouTube

Ainda não há comentários.

Autenticação necessária

É necessário iniciar sessão para comentar

Entrar Registrar