Voltar para Vestibulares

UNESP

Continua após a publicidade..
Foram encontradas 1440 questões
Exibindo questões de 1 a 100.

A figura indica o projeto de uma casa, sustentada por - UNESP 2024

Matemática - 2024

A figura indica o projeto de uma casa, sustentada por dois pilares e com rampa retilínea, de inclinação α em relação à horizontal, direcionando-se ao subsolo da casa. Todas as medidas indicadas na figura estão em metros. Dados:

Questão 89 - UNESP 2024

Três insetos da mesma espécie foram introduzidos em um - UNESP 2024

Matemática - 2024

Três insetos da mesma espécie foram introduzidos em um ambiente no instante zero. Sete meses depois, constatou-se que havia uma população de 18000 desses insetos no ambiente. Considere que o modelo de crescimento da população desses insetos é exponencial, dado por f(x)=t . ux , em que t e u são constantes reais e f(x) é a população de insetos após x meses do início da cultura. Observe o gráfico da funçãoQuestão 88 - UNESP 2024, em que x é um número inteiro maior do que 2, e que apresenta os valores aproximados das ordenadas de alguns de seus pontos.

Questão 88 - UNESP 2024

Ana somou dois números distintos sorteados ao acaso do - UNESP 2024

Matemática - 2024

Ana somou dois números distintos sorteados ao acaso do conjunto {8,9,10}. Beto multiplicou dois números distintos sorteados ao acaso do conjunto {3,5,6}.

Uma placa quadrada de massa 2 kg e lado 2 e uma placa - UNESP 2024

Matemática - 2024

Uma placa quadrada de massa 2 kg e lado 2 e uma placa retangular de massa 3 kg e lados 2 por 4 possuem suas respectivas massas homogeneamente distribuídas, espessuras desprezíveis e estão dispostas, uma a uma, em um plano cartesiano de eixos ortogonais. Nesse plano cartesiano, as coordenadas do centro de massa C do conjunto das duas placas são calculadas da seguinte forma:Questão 86 - UNESP 2024 loading=

Seja a equação quadrática nx2 – x + 1 = 0, em que n é - UNESP 2024

Matemática - 2024

Seja a equação quadrática nx2 – x + 1 = 0, em que n é uma constante real, com duas raízes reais positivas e distintas.

Um trapézio retângulo ABCD foi dividido em um - UNESP 2023

Matemática - 2024

Um trapézio retângulo ABCD foi dividido em um paralelogramo EBCF, um triângulo retângulo EFG e um retângulo AEGD de áreas denotadas por S1, S2 e S3, respectivamente. O trapézio, representado no plano cartesiano, mostra que os vértices dos três polígonos estão perfeitamente situados na interseção de linhas da malha quadriculada.

Questão 64 - UNESP 2024

Analise o gráfico, que contém dados de matrículas no - UNESP 2024

Matemática - 2024

Analise o gráfico, que contém dados de matrículas no ensino superior presencial das 27 unidades da nossa Federação. Considere que essa rede de ensino superior presencial distribui-se apenas em privada ou pública.

Questão 83 - UNESP 2024

Alguns peixes, como os tubarões, orientam-se sentindo o - UNESP 2024

Física - 2024

Alguns peixes, como os tubarões, orientam-se sentindo o campo magnético da Terra. Como cada local na Terra tem uma assinatura magnética diferente, supõem-se que esses peixes possam guardar no cérebro algum tipo de mapa magnético que os informa sobre onde estão. Para verificar essa suposição, foi realizado um experimento colocando tubarões em um tanque cercado por um cubo envolto em fios de cobre, pelos quais fez-se passar corrente elétrica. Essa corrente modificou o campo magnético da região, desorientando os tubarões.

(www.nationalgeographicbrasil.com. Adaptado.)

Suponha que a figura, fora de escala, represente uma das faces do cubo que cercou o tanque em que esse experimento foi realizado, envolvido por um fio de cobre com o formato de um solenoide, percorrido por uma corrente elétrica contínua (i) no sentido indicado. Considere que um tubarão esteja nadando ao longo do eixo longitudinal do solenoide, sujeito, simultaneamente, ao campo magnético criado pela Terra na região,Questão 82 - FUVEST 2024, indicado na figura, e ao campo magnético criado pela corrente que circula pelo solenoide.

Questão 82 - FUVEST 2024

A imagem, produzida por um microscópio eletrônico, mostra - UNESP 2024

Física - 2024

A imagem, produzida por um microscópio eletrônico, mostra uma seção transversal de uma fibra nervosa responsável pela transmissão de informações por meio de sinais elétricos. Essa fibra é composta pelo axônio, região central, envolvida pela mielina, uma substância gordurosa.

Questão 81 - UNESP 2024

A icterícia, condição bastante comum em recém-nascidos, é - UNESP 2024

Física - 2024

A icterícia, condição bastante comum em recém-nascidos, é caracterizada pela cor amarelada da pele. Esse problema relaciona-se à dificuldade do fígado para metabolizar a bilirrubina, um pigmento gerado pelo metabolismo das células vermelhas do sangue. A principal terapia em uso para icterícia é a fototerapia, com a exposição do recém-nascido a uma fonte luminosa.
Devido às propriedades da bilirrubina e da pele, a luz mais efetiva para esse tratamento é a com comprimentos de onda predominantemente entre 425 nm e 475 nm, no espectro da cor azul. Luzes de outras cores, como a verde, têm espectro de emissão fora do espectro de absorção da molécula de bilirrubina. Já a luz ultravioleta emitida pelas lâmpadas de fototerapia é praticamente absorvida em sua totalidade pelo vidro da lâmpada e pela cobertura da unidade de fototerapia.

(Scientia Medica, v. 15, abril/junho de 2005. Adaptado.)

A figura mostra a curva de absorção da bilirrubina em função do comprimento de onda da luz.

Questão 80 - UNESP 2024

A escala Brix, com valores expressos em ºBx (graus brix), - UNESP 2024

Física - 2024

A escala Brix, com valores expressos em ºBx (graus brix), é uma escala numérica que indica a quantidade de sólidos solúveis em uma solução de sacarose. Essa escala é utilizada na indústria de alimentos para medir a porcentagem aproximada de açúcares em sucos de fruta, vinhos, bebidas carbonatadas etc. Uma solução de 25 ºBx, por exemplo, tem 25 gramas de açúcar de sacarose por 100 gramas da solução. O gráfico mostra a relação entre a escala Brix e o índice de refração absoluto de uma solução de sacarose.

Questão 79 - UNESP 2024

Em uma brincadeira, uma pessoa coloca um copo com a boca - UNESP 2024

Física - 2024

Em uma brincadeira, uma pessoa coloca um copo com a boca para baixo, encostada na superfície parada da água de uma piscina e, cuidadosamente, o afunda 2,5 m abaixo da superfície da água, onde mantém o copo em repouso, ainda de boca para baixo, com um pouco de ar aprisionado em seu interior e com um pouco de água que entrou no copo. A figura mostra o copo nessas duas posições.

Questão 78 - UNESP 2024

Considere o ar um gás ideal e os valoresQuestão 78 - UNESP 2024para a densidade da água da piscina, 105 Pa para a pressão atmosférica local e Questão 78 - UNESP 2024para a aceleração da gravidade.

A figura 1 representa uma molécula de DNA, que se - UNESP 2024

Física - 2024

A figura 1 representa uma molécula de DNA, que se assemelha a uma escada contorcida, isto é, tem o formato de uma dupla hélice. Analisado quimicamente, o DNA apresenta duas fitas complementares unidas por ligações existentes entre os pares de bases nitrogenadas, que podem ser adenina, citosina, timina ou guanina.

Questão 77 - UNESP 2024

Considere que as duas bases nitrogenadas, B1 e B2 , representadas na figura 2 por suas fórmulas estruturais, sejam ligadas uma à outra apenas pelas ações das forças elétricas F1 , F2 , F3 e F4 decorrentes das combinações O ... H – N e N – H ... N, mostradas em destaque, e que essas combinações sejam paralelas entre si.

Questão 77 - UNESP 2024

Uma pessoa estava parada com seu veículo em um semáforo. - UNESP 2024

Física - 2024

Uma pessoa estava parada com seu veículo em um semáforo. Quando a luz verde do semáforo se acendeu, o veículo partiu e o movimento realizado até o seu destino pode ser dividido em quatro trechos:

Trecho 1: veículo em movimento acelerado;

Trecho 2: veículo em movimento uniforme;

Trecho 3: percebendo que havia passado do endereço para onde ia, a pessoa freou o veículo até parar, e inverteu o sentido de seu movimento, com a mesma aceleração escalar com que havia freado;

Trecho 4: nova frenagem, chegando ao seu destino, onde parou o veículo.

Os três gráficos, I, II e III, mostram como variaram, em função do tempo, três grandezas escalares associadas ao movimento desse veículo, sem identificá-las, nos quatro trechos descritos.

Questão 76 - UNESP 2024

Uma das etapas da fermentação láctea consiste na - UNESP 2024

Química - 2024

Uma das etapas da fermentação láctea consiste na transformação de ácido pirúvico em ácido láctico, pela reação representada pela equação:

Questão 75 - UNESP 2024

Na transformação de ácido pirúvico em ácido láctico ocorre _________ do grupo _________ de um composto opticamente _________, formando um composto opticamente _________.

Água de cal é o nome dado à solução aquosa saturada de - UNESP 2024

Química - 2024

Água de cal é o nome dado à solução aquosa saturada de cal hidratada [hidróxido de cálcio, Ca(OH)2 ]. A concentração dessa solução saturada a 20 ºC é de 1,7 g/L.

Analise a tabela, que apresenta valores da entalpia - UNESP 2024

Química - 2024

Analise a tabela, que apresenta valores da entalpia padrão de combustão completa (∆c H0 ) de três substâncias diferentes.

Questão 73 - UNESP 2024

A montagem de laboratório ilustrada na figura destina-se - UNESP 2024

Química - 2024

A montagem de laboratório ilustrada na figura destina-se à coleta e medida do volume de produto gasoso gerado numa reação química.

Questão 72 - UNESP 2024

Em um experimento, envolvendo a produção de dióxido de carbono gasoso, CO2 (g), a partir da reação entre carbonato de cálcio, CaCO3 (s), e solução aquosa diluída de ácido clorídrico, HCl,(aq), o líquido empregado para a coleta do gás foi a água acidulada. Um comprimido de CaCO3 foi triturado e uma porção do pó resultante foi colocada no erlenmeyer da montagem e posta para reagir com solução de HCl, adicionada a partir da seringa da montagem. Após a reação, o produto gasoso coletado no cilindro graduado teve seu volume determinado, sendo igual a 30 mL. Sabe-se que o produto gasoso recolhido é uma mistura de dióxido de carbono gasoso e vapor de água.

O sistema Li/MnO2 é o exemplo mais representativo das - UNESP 2024

Biologia - 2024

O sistema Li/MnO2 é o exemplo mais representativo das pilhas primárias (de uso único) de lítio

Questão 71 - UNESP 2024

Essas pilhas empregam eletrólitos dissolvidos em solventes não aquosos, em recipientes selados. O processo de descarga dessa pilha envolve a reação 4Li + MnO2 2Li2 O + Mn Essa pilha fornece uma diferença de potencial (voltagem) em torno de 3,0 V à temperatura ambiente, mas mostra excelente desempenho em temperaturas superiores. A grande vantagem das pilhas à base de lítio é a ausência de metais pesados reconhecidamente danosos ao meio ambiente, como mercúrio, cádmio e chumbo. Porém, os perigos relativos à pilha Li/MnO2 são de outra natureza, estando relacionados ao seu descarte e reciclagem. Após a corrosão do invólucro externo, é liberado o solvente não aquoso, inflamável e tóxico. O lítio metálico não reagido, em contato com água e umidade do ar, desprende calor e gás inflamável (hidrogênio), podendo levar à ignição do produto descartado. Por isso, a presença de voltagem residual nesse resíduo é um problema, pois significa a presença de lítio metálico. As características listadas para a pilha de lítio tornam a disposição final inadequada e até mesmo a reciclagem uma operação de risco, pela possibilidade de fogo e explosão.

Um produto químico sob forma de aerossol, empregado para - UNESP 2024

Biologia - 2024

Um produto químico sob forma de aerossol, empregado para lubrificar e soltar peças travadas, apresenta em sua embalagem os seguintes símbolos (pictogramas):

Questão 70 - UNESP 2024

O exame de diagnóstico por imagem denominado PET-Scan - UNESP 2024

Biologia - 2024

O exame de diagnóstico por imagem denominado PET-Scan (sigla em inglês para Tomografia por Emissão de Pósitrons) utiliza como emissor de pósitrons Questão 69 - UNESP 2024 o radionuclídeo 18F.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) - UNESP 2024

Biologia - 2024

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) estabelece que produtos alimentícios que contenham algum nutriente em quantidade elevada e prejudicial à saúde, como açúcar, sódio e gordura, apresentem essa informação em seus rótulos por meio de figuras padronizadas.

Questão 68 - UNESP 2024

As gorduras são constituídas por misturas de triglicerídeos que, quando hidrolisados no organismo humano, produzem diferentes moléculas de ácidos graxos. O quadro mostra as fórmulas químicas dos ácidos graxos obtidos em maior porcentagem na hidrólise enzimática de dois tipos de gorduras, X e Y

Questão 68 - UNESP 2024

A hidrólise enzimática da gordura ____________ produz maior porcentagem de ácidos graxos ____________ , que contribuem para a manutenção dos níveis adequados de lipoproteínas do tipo____________. Essas lipoproteínas ajudam a eliminar o excesso de colesterol do sangue e a prevenir a obstrução de vasos sanguíneos.

Os alelos responsáveis pela determinação genética dos - UNESP 2024

Biologia - 2024

Os alelos responsáveis pela determinação genética dos antígenos do sistema sanguíneo ABO estão localizados em um lócus do cromossomo 9. Já o gene para um tipo de daltonismo está localizado em uma região específica do cromossomo sexual X. A imagem a seguir ilustra os dois pares de cromossomos de uma mulher que estão relacionados aos referidos genes.

Questão 67 - UNESP 2024

Pesquisadores avaliaram o perfil epidemiológico dos - UNESP 2024

Biologia - 2024

Pesquisadores avaliaram o perfil epidemiológico dos acidentes ofídicos ocorridos no estado de Minas Gerais entre os anos de 2007 e 2019. Dentre as espécies de serpentes envolvidas, o gênero Bothrops apresentou maiores índices de acidentes ofídicos, seguido por Crotalus, Micrurus e Lachesis. O gráfico apresenta informações sobre o número de registros de acidentes ofídicos por mês, na localidade estudada, considerando-se apenas esses quatro gêneros de serpentes.

Questão 66 - UNESP 2024

Analise o gráfico que apresenta a porcentagem de células - UNESP 2024

Biologia - 2024

Analise o gráfico que apresenta a porcentagem de células sanguíneas (hematopoiese) que diferentes órgãos humanos produzem ao longo das fases pré-natal e pós-natal.

Questão 65 - UNESP 2024

Leia um trecho da história em quadrinhos “Asterios Polyp” - UNESP 2024

Biologia - 2024

Leia um trecho da história em quadrinhos “Asterios Polyp”, de David Mazzucchelli.

Questão 64 - UNESP 2024

O fenômeno da bioluminescência ocorre em organismos que - UNESP 2024

Biologia - 2024

O fenômeno da bioluminescência ocorre em organismos que emitem luz por meio da reação química de oxidação da luciferina catalisada pela enzima luciferase. Em vaga- -lumes, a emissão de luz pela extremidade do abdome atrai parceiros para a reprodução, mas também chama a atenção de predadores.

O clima quente do país [Brasil] exige a utilização, em - UNESP 2024

Biologia - 2024

O clima quente do país [Brasil] exige a utilização, em grandes quantidades, de defensivos agrícolas, a fim de proteger as lavouras de pragas e de ervas daninhas. Esses defensivos podem gerar impactos significativos sobre a flora e a fauna. Desde meados dos anos 2000, toda uma linha de pesquisa na Unesp tem procurado investigar o impacto desses defensivos sobre as populações de abelhas, animais que desempenham um trabalho ambiental fundamental para a manutenção tanto das matas quanto das próprias lavouras.

O mês de maio é dedicado à conscientização e combate à - UNESP 2024

Biologia - 2024

O mês de maio é dedicado à conscientização e combate à doença celíaca, uma condição autoimune que afeta cerca de 1% da população mundial. Mas, apesar de sua prevalência, a doença celíaca ainda é pouco conhecida e pouco diagnosticada dentre muitos casos, o que pode levar a complicações de saúde. A doença celíaca ocorre quando o sistema imunológico reage de forma anormal ao glúten, uma proteína presente em muitos alimentos. Isso pode causar inflamação e danos no revestimento do intestino delgado, prejudicando a absorção de nutrientes. Os sintomas podem incluir dor abdominal, diarreia, inchaço e perda de peso.

Um imperativo adequado ao novo tipo de agir humano - UNESP 2024

Sociologia - 2024

Um imperativo adequado ao novo tipo de agir humano e voltado para o novo tipo de sujeito atuante deveria ser mais ou menos assim: “Aja de modo a que os efeitos da sua ação sejam compatíveis com a permanência de uma autêntica vida humana sobre a Terra”; ou, expresso negativamente: “Aja de modo a que os efeitos da sua ação não sejam destrutivos para a possibilidade futura de uma tal vida; ou, simplesmente: “Não ponha em perigo as condições necessárias para a conservação indefinida da humanidade sobre a Terra”. O atual imperativo humano se estende em direção a um previsível futuro concreto, que constitui a dimensão inacabada de nossa responsabilidade.

A uberização nomeia um novo tipo de gestão e controle da - UNESP 2024

Sociologia - 2024

A uberização nomeia um novo tipo de gestão e controle da força de trabalho, também compreendida como uma tendência passível de se generalizar no âmbito das relações de trabalho. […] Resultando das formas contemporâneas de eliminação de direitos, transferência de riscos e custos para os trabalhadores e novos arranjos produtivos, ela em alguma medida sintetiza processos em curso há décadas, ao mesmo tempo em que se apresenta como tendência para o futuro do trabalho. O tema ganha visibilidade com a formação de enormes contingentes de trabalhadores controlados por empresas que operam por meio de plataformas digitais.

A emergência do ChatGPT, chatbot (software capaz de - UNESP 2024

Atualidades - 2024

A emergência do ChatGPT, chatbot (software capaz de simular a conversação humana) desenvolvido pela OpenAI, chamou a atenção internacional. Essa nova ferramenta de inteligência artificial pode revolucionar um leque extremamente amplo de atividades humanas, mas não deixou de despertar também um considerável número de preocupações entre especialistas de tecnologia. O ChatGPT é capaz de entender a linguagem humana natural e gerar uma resposta semelhante ao fruto do intelecto humano após receber um pedido. A ferramenta ganhou destaque pelo nível extremamente refinado de suas respostas.

Analise a reprodução da obra Latas de Sopa Campbell, de - UNESP 2024

Atualidades - 2024

Analise a reprodução da obra Latas de Sopa Campbell, de Andy Warhol, produzida em 1962, e leia o excerto do livro Arte Pop, de David McCarthy.

Texto 1

Questão 57 - UNESP 2024

Texto 2

As declarações de artistas pop sugerem que eles estavam não só familiarizados, mas à vontade no mundo da produção e do consumo do pós-guerra. Embora o tema de sua arte reconhecesse diretamente a rápida disseminação de bens comerciais disponíveis em quantidades crescentes ao longo da década de 1950, o estilo dessa arte adotava o desenho chamativo da propaganda. O status da arte pop como produto é inseparável de seu apelo por consumo.

A relação entre Filosofia e Matemática advém de um longo - UNESP 2024

Filosofia - 2024

Texto 1

Questão 56 - UNESP 2024 - Caderno Azul

Texto 2

O conhecimento teórico da natureza — originariamente ligado à geometria — como visão ideal da perfeição harmoniosa do cosmo foi se desenvolvendo paralelamente à evolução da matemática, deixando, assim, de forma paulatina, de ser simples forma de contemplação da realidade, para adquirir o caráter de um instrumento de conhecimento da natureza.

Não existe definição objetiva, nem muito menos neutra, - UNESP 2024

Filosofia - 2024

Não existe definição objetiva, nem muito menos neutra, daquilo que é ou não a ciência. Esta tanto pode ser uma procura metódica do saber quanto um modo de interpretar a realidade; tanto pode ser uma instituição, com seus grupos de pressão, seus preconceitos, suas recompensas oficiais, quanto uma atuação subordinada a instâncias administrativas, políticas ou ideológicas. Se perguntarmos sobre o modo de funcionamento da ciência, sobre seu papel social, sobre sua maneira de explicar os fenômenos e de compreender o ser humano no mundo, perceberemos facilmente que as condições reais em que são produzidos os conhecimentos objetivos e racionalizados estão banhadas por uma inegável atmosfera sócio-político-cultural.

Na escola, Maria recebeu de seu professor de Geografia a - UNESP 2024

Geografia - 2024

Na escola, Maria recebeu de seu professor de Geografia a tarefa de construir um globo terrestre — uma representação cartográfica em superfície esférica.

O comércio de peixes ornamentais é um mercado que - UNESP 2024

Biologia - 2024

O comércio de peixes ornamentais é um mercado que movimenta milhares de dólares no Brasil e no mundo, porém, essa atividade também é uma das principais fontes de introdução de espécies exóticas. Só no Brasil, mais de 70 espécies de peixes ornamentais não nativos já foram identificadas no ambiente natural, incluindo recentemente o peixe conhecido como paulistinha ou peixe-zebra, nativo do sul da Ásia.

Nos últimos séculos, há um descompasso entre os problemas - UNESP 2024

Geografia - 2024

Nos últimos séculos, há um descompasso entre os problemas ambientais e a consciência ambiental sobre a gravidade desses problemas.

Examine a imagem, que apresenta a classificação dos rios - UNESP 2024

Geografia - 2024

Examine a imagem, que apresenta a classificação dos rios segundo o grau de ramificações dentro de uma bacia hidrográfica.

Questão 51 - UNESP

As variações na temperatura e na umidade estão - UNESP 2024

Geografia - 2024

Analise o gráfico.

Questão 50 - UNESP 2024

Ao se referir ao Censo, a charge a) denuncia o - UNESP 2024

Geografia - 2024

Analise a charge do cartunista Seri.

Questão 15 - FATEC 2020 - Caderno Azul

No Sertão Nordestino, oligarquias representam um dos - UNESP 2024

Geografia - 2024

No Sertão Nordestino, oligarquias representam um dos polos na desigual estrutura social, econômica e política da região.

O just in time é responsável por buscar a precisão da - UNESP 2024

Geografia - 2024

O just in time é responsável por buscar a precisão da cadeia de produção, encaixando as operações e as execuções de acordo com o nível de demanda. Ou seja, tudo ocorre no seu devido tempo, nem antes nem depois. Essa metodologia evita o estoque parado e o desperdício de matéria-prima.

Leia as manchetes. Com o premiado filme “Parasita”, - UNESP 2024

Geografia - 2024

Leia as manchetes.

Com o premiado filme “Parasita”, Coreia do Sul espalha seu “soft power” pelo mundo

(https://tab.uol.com.br, 07.11.2019. Adaptado.)

Da banda de música pop “BTS” ao filme “Parasita”, entenda como a Coreia do Sul aplica o “soft power”

(www.poder360.com.br, 05.04.2022. Adaptado.)

Da série “Round 6” ao estilo musical “K-pop”, cultura sul- -coreana é novo vetor do “soft power” de Seul

A expansão da Otan (Organização do Tratado do Atlântico - UNESP 2024

Geografia - 2024

Países-membros europeus da Otan em abril de 2023

Questão 43 - UNESP 2024

A expansão da Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte) na direção do Leste Europeu é um dos motivos alegados por Vladimir Putin para invadir a Ucrânia. A Finlândia não é uma ex-república soviética, tampouco fazia parte dos países da cortina de ferro. Mas desde que encerrou a Guerra de Inverno com a União Soviética, ocorrida entre 1939 e 1940, em meio à Segunda Guerra Mundial, mantinha-se neutra na queda de braço entre Otan e Rússia, que reivindica a influência geopolítica antes exercida pelo extinto bloco comunista. Essa neutralidade foi encerrada em 2022, quando a Finlândia abriu o processo para entrar na aliança. A conclusão desse processo resultou na adesão da Finlândia como país-membro da Otan a partir de 04 de abril de 2023.

Examine a tabela de investimentos em infraestrutura - UNESP 2024

Geografia - 2024

Examine a tabela de investimentos em infraestrutura econômica no Brasil, no período de 1990 a 1998, com os volumes de capitais expressos em bilhões de dólares e suas respectivas proporções em relação ao Produto Interno Bruto (PIB).

Questão 42 - UNESP 2024

O verdadeiro horror dos campos de concentração e de - UNESP 2024

Filosofia - 2024

O verdadeiro horror dos campos de concentração e de extermínio reside no fato de os internados, mesmo que consigam manter-se vivos, estarem mais isolados do mundo dos vivos do que se tivessem morrido, porque o horror compele ao esquecimento. No mundo concentracionário, mata-se um homem tão impessoalmente como se mata um mosquito. Uma pessoa pode morrer em consequência de tortura ou de fome sistemática, ou porque o campo está superpovoado e há necessidade de liquidar o material humano supérfluo

Era a Índia que nos sustentava nas dificuldades de nossas - UNESP 2024

História - 2024

Era a Índia que nos sustentava nas dificuldades de nossas circunstâncias. Era um aspecto de nossa identidade, da identidade comum que tínhamos desenvolvido e que, na Trinidad multirracial, se tornara uma identidade racial.
Era essa a identidade que eu levara para a Índia em minha primeira visita em 1962. Ao chegar, percebi que isso nada significava na Índia. A ideia de uma comunidade indiana — na verdade uma ideia europeia de nossa identidade indiana — apenas tinha sentido quando a comunidade era muito pequena, minoritária e isolada. Na torrente da Índia, com suas centenas de milhões, onde a ameaça eram o caos e o vazio, essa noção europeia em nada ajudava.

Analise a imagem, que mostra a queima de café em Santos, - UNESP 2024

História - 2024

Analise a imagem, que mostra a queima de café em Santos, SP, em 1931.

Questão 39 - UNESP 2024

A América independente, a América Latina, traz no íntimo - UNESP 2024

História - 2024

A América independente, a América Latina, traz no íntimo a América pré-colombiana, que desponta por todos os seus poros, resistindo ao novo cerco, agora em forma de Estados nacionais que se estabeleceram violentando as linhas históricas de demarcação das diferentes culturas. Em muitos casos, os povos foram fragmentados pelas fronteiras nacionais, e seus fluxos, interrompidos ou entorpecidos.

Observe as imagens. A da esquerda é intitulada “Plantas - UNESP 2024

História - 2024

Observe as imagens. A da esquerda é intitulada “Plantas do Orquidário Moderno” (1845). A da direita intitula-se “Madame Professora” (1846).

Questão 37 - UNESP 2024

Não reconhecendo nós outra soberania mais de que a - UNESP 2024

História - 2024

Não reconhecendo nós outra soberania mais de que a soberania do povo, para ela apelamos. […]
Neste país, que se presume constitucional, e onde só deveriam ter ação poderes delegados, […] só há um poder ativo, […] poder sagrado inviolável e irresponsável. O privilégio, em todas as suas relações com a sociedade — tal é, em síntese, a fórmula social e política do nosso país —, privilégio de religião, privilégio de raça, privilégio de sabedoria, privilégio de posição, isto é, todas as distinções arbitrárias e odiosas que criam no seio da sociedade civil e política a monstruosa superioridade de um sobre todos ou de alguns sobre muitos. […]
A autonomia das províncias é, pois, para nós mais do que um interesse imposto pela solidariedade dos direitos e das relações provinciais, é um princípio cardeal e solene que inscrevemos na nossa bandeira.

O que o Carnaval [na Idade Moderna] significava para o - UNESP 2024

História - 2024

O que o Carnaval [na Idade Moderna] significava para o povo que participava dele? Num sentido, a pergunta é desnecessária. O Carnaval era um feriado, uma brincadeira, um fim em si mesmo, dispensando qualquer explicação ou justificativa. Era uma ocasião de êxtase e liberação. [...] Por que o povo usava máscaras com narigões, por que atiravam ovos?
[...]
Havia três temas principais no Carnaval, reais e simbólicos: comida, sexo e violência.

(Peter Burke. Cultura popular na Idade Moderna, 1989.)

“O Carnaval sempre foi um ato político, ele está longe de ser uma festa da alienação [...]”, diz o historiador e professor Luiz Antonio Simas.
[...]
“O Carnaval quebra um padrão de normatividade que é regra durante todo o ano. É nesse momento que os grupos mais vulneráveis se sentem mais livres para exercer toda a sua diversidade”, diz Simas.

O espaço urbano é onde proliferavam a pobreza e certa - UNESP 2024

História - 2024

O espaço urbano é onde proliferavam a pobreza e certa autonomia dos desqualificados sociais, bastante incômoda para as autoridades. Era justamente este o espaço social das mulheres pobres, livres, forras e escravizadas. Circulavam pelas fontes públicas, tanques, lavadouros, pontes, ruas e praças da cidade, onde era jogado o lixo das casas e o mato crescia a ponto de ocultar escravizados fugidos: o seu espaço social era justamente o ponto de interseção onde se alternavam e se sobrepunham as áreas de convívio das vizinhanças e dos forasteiros; a do fisco municipal e a do pequeno comércio clandestino; as margens da escravidão e do trabalho livre, o espaço do trabalho doméstico e o de sua extensão ou comercialização pelas ruas…

O mundo natural é o concreto, que tocamos, sentimos, no - UNESP 2024

História - 2024

O mundo natural é o concreto, que tocamos, sentimos, no qual vivemos. O mundo social é resultado da nossa vida em grupo e em determinado meio ambiente. O mundo sobrenatural é o das religiões, da magia, ao qual os homens só têm acesso parcial, por meio de determinados ritos e cerimônias. Ele é mais ou menos importante, dependendo da sociedade. Numa sociedade como a nossa, na qual quase tudo é explicado pela ciência e pelo pensamento lógico e racional, o espaço do sobrenatural é bastante limitado. Já nas sociedades africanas, onde foram capturados os escravizados trazidos para o Brasil, toda a vida na terra estava ligada ao além, a dimensões que só conhecedores dos ritos e objetos sacralizados podiam atingir.

(Marina de Mello e Souza. África e Brasil africano, 2007. Adaptado.)

Examine o meme, publicado pelo perfil “[b]rasilien” no - UNESP 2024

História - 2024

Examine o meme, publicado pelo perfil “[b]rasilien” no Tumblr.

Questão 32 - UNESP 2024

Observe as fachadas de duas igrejas. À esquerda, a - UNESP 2024

História - 2024

Observe as fachadas de duas igrejas. À esquerda, a Basílica de San Michele, construída no século XII em Pavia, na Itália. À direita, a Catedral de Reims, erguida a partir do século XIII em Reims, na França.

Questão 31 - FUVEST 2024

The benefits of computer games in education are clear. - UNESP 2024

Inglês - 2024

Questão 15 - FATEC 2020 - Caderno Azul

The benefits of computer games in education are clear. They engage students, improve problem-solving skills, enhance creativity and imagination, allow for personalized learning, remote learning, learning on demand, and contacting peers around the world. With the increasing use of technology in schools, it is essential that teachers explore the potential benefits of computer games and incorporate them into their teaching methods. Doing so can create a more engaging and effective learning environment for their students.

No terceiro quadrinho, o termo “that” refere-se a - UNESP 2024

Inglês - 2024

Leia a tira de Bill Amend para responder à questão

No primeiro quadrinho, a fala “Is she out of her mind?!” - UNESP 2024

Inglês - 2024

Leia a tira de Bill Amend para responder à questão

From the comic strip, one can say that (A) there is a - UNESP 2024

Inglês - 2024

Leia a tira de Bill Amend para responder à questão

No trecho do segundo parágrafo “As gaming continues to - UNESP 2024

Inglês - 2024

Leia o texto e examine o gráfico para responder à questão:

UNESP 2024

The first Game Developers Conference, in 1988, attracted 25 participants and took place in a programmer’s sitting room in California. This 2023 summit, which began on March 20 in a giant exhibition centre in San Francisco, demonstrates how the industry has grown. Some 3.2 billion people now play, thanks largely to the spread of the smartphone. Women are now almost as likely as men to call themselves gamers. Gaming is catching on among all age groups. In Britain, for instance, half of those aged 55-64 play video games, though for less time than the young. Worldwide there are now more console owners aged 35-44 than 16-24.
The bigger the audience, the bigger the market. Consumers will spend 185 billion dollars on games in 2023, more than half on mobile games. That is about five times the value of the cinema box office, and two-thirds more than the video-streaming business. As gaming continues to grow, it is beginning to rival television as the world’s favourite entertainment medium.

UNESP 2024

A frase do texto cujo significado pode ser verificado no - UNESP 2024

Inglês - 2024

Leia o texto e examine o gráfico para responder à questão:

UNESP 2024

The first Game Developers Conference, in 1988, attracted 25 participants and took place in a programmer’s sitting room in California. This 2023 summit, which began on March 20 in a giant exhibition centre in San Francisco, demonstrates how the industry has grown. Some 3.2 billion people now play, thanks largely to the spread of the smartphone. Women are now almost as likely as men to call themselves gamers. Gaming is catching on among all age groups. In Britain, for instance, half of those aged 55-64 play video games, though for less time than the young. Worldwide there are now more console owners aged 35-44 than 16-24.
The bigger the audience, the bigger the market. Consumers will spend 185 billion dollars on games in 2023, more than half on mobile games. That is about five times the value of the cinema box office, and two-thirds more than the video-streaming business. As gaming continues to grow, it is beginning to rival television as the world’s favourite entertainment medium.

UNESP 2024

Uma interpretação matemática plausível da frase do - UNESP 2024

Inglês - 2024

Leia o texto e examine o gráfico para responder à questão:

UNESP 2024

The first Game Developers Conference, in 1988, attracted 25 participants and took place in a programmer’s sitting room in California. This 2023 summit, which began on March 20 in a giant exhibition centre in San Francisco, demonstrates how the industry has grown. Some 3.2 billion people now play, thanks largely to the spread of the smartphone. Women are now almost as likely as men to call themselves gamers. Gaming is catching on among all age groups. In Britain, for instance, half of those aged 55-64 play video games, though for less time than the young. Worldwide there are now more console owners aged 35-44 than 16-24.
The bigger the audience, the bigger the market. Consumers will spend 185 billion dollars on games in 2023, more than half on mobile games. That is about five times the value of the cinema box office, and two-thirds more than the video-streaming business. As gaming continues to grow, it is beginning to rival television as the world’s favourite entertainment medium.

UNESP 2024

According to the first paragraph, the Game Developers - UNESP 2024

Inglês - 2024

Leia o texto e examine o gráfico para responder à questão:

UNESP 2024

The first Game Developers Conference, in 1988, attracted 25 participants and took place in a programmer’s sitting room in California. This 2023 summit, which began on March 20 in a giant exhibition centre in San Francisco, demonstrates how the industry has grown. Some 3.2 billion people now play, thanks largely to the spread of the smartphone. Women are now almost as likely as men to call themselves gamers. Gaming is catching on among all age groups. In Britain, for instance, half of those aged 55-64 play video games, though for less time than the young. Worldwide there are now more console owners aged 35-44 than 16-24.
The bigger the audience, the bigger the market. Consumers will spend 185 billion dollars on games in 2023, more than half on mobile games. That is about five times the value of the cinema box office, and two-thirds more than the video-streaming business. As gaming continues to grow, it is beginning to rival television as the world’s favourite entertainment medium.

UNESP 2024

The text and the graph are mainly about the (A) decline - UNESP 2024

Inglês - 2024

Leia o texto e examine o gráfico para responder à questão:

UNESP 2024

The first Game Developers Conference, in 1988, attracted 25 participants and took place in a programmer’s sitting room in California. This 2023 summit, which began on March 20 in a giant exhibition centre in San Francisco, demonstrates how the industry has grown. Some 3.2 billion people now play, thanks largely to the spread of the smartphone. Women are now almost as likely as men to call themselves gamers. Gaming is catching on among all age groups. In Britain, for instance, half of those aged 55-64 play video games, though for less time than the young. Worldwide there are now more console owners aged 35-44 than 16-24.
The bigger the audience, the bigger the market. Consumers will spend 185 billion dollars on games in 2023, more than half on mobile games. That is about five times the value of the cinema box office, and two-thirds more than the video-streaming business. As gaming continues to grow, it is beginning to rival television as the world’s favourite entertainment medium.

UNESP 2024

Em “As ideias não podem ser desperdiçadas, mesmo que nos - UNESP 2024

Língua Portuguesa - 2024

Para responder à questão, leia a crônica de Luis Fernando Verissimo.

Esta ideia para um conto de terror é tão terrível que, logo depois de tê-la, me arrependi. Mas já estava tida, não adiantava mais. Você, leitor, no entanto, tem uma escolha. Pode parar aqui, e se poupar, ou ler até o fim e provavelmente nunca mais dormir. Vejo que decidiu continuar. Muito bem, vamos em frente. Talvez, posta no papel, a ideia perca um pouco do seu poder de susto. Mas não posso garantir nada. É assim:
Um casal de velhos mora sozinho numa casa. Já criaram os filhos, os netos já estão grandes, só lhes resta implicar um com o outro. Retomam com novo fervor uma discussão antiga. Ela diz que ele ronca quando dorme, ele diz que é mentira.
— Ronca.
— Não ronco.
— Ele diz que não ronca — comenta ela, impaciente, como se falasse com uma terceira pessoa.
Mas não existe outra pessoa na casa. Os filhos raramente visitam. Os netos, nunca. A empregada vem de manhã, faz o almoço, deixa o jantar feito e sai cedo. Ficam os dois sozinhos.
— Eu devia gravar os seus roncos, pra você se convencer — diz ela. E em seguida tem a ideia infeliz. — É o que eu vou fazer! Esta noite, quando você dormir, vou ligar o gravador e gravar os seus roncos.
— Humrfm — diz o velho.
Você, leitor, já deve estar sentindo o que vai acontecer. Pare de ler, leitor. Eu não posso parar de escrever. As ideias não podem ser desperdiçadas, mesmo que nos custem amigos, a vida ou o sono. Imagine se Shakespeare tivesse se horrorizado com suas próprias ideias e deixado de escreve-las, por puro comedimento. Não que eu queira me comparar a Shakespeare. Shakespeare era bem mais magro. Tenho que exercer este ofício, esta danação. Você, no entanto, não é obrigado a me acompanhar, leitor. Vá passear, vá tomar sol. Uma das maneiras de controlar a demência solta no mundo é deixar os escritores falando sozinhos, exercendo sozinhos a sua profissão malsã, o seu vício solitário. Você ainda está lendo. Você é pior do que eu, leitor. Você tinha escolha.
Sozinhos. Os velhos sozinhos na casa. Os dois vão para a cama. Quando o velho dorme, a velha liga o gravador. Mas em poucos minutos a velha também dorme. O gravador fica ligado, gravando. Pouco depois a fita acaba.
Na manhã seguinte, certa do seu triunfo, a velha roda a fita. Ouvem-se alguns minutos de silêncio. Depois, alguém roncando.
— Rará! — diz a velha, feliz.
Pouco depois ouve-se o ronco de outra pessoa. A velha também ronca!
— Rará! — diz o velho, vingativo.
E em seguida, por cima do contraponto de roncos, ouve- -se um sussurro. Uma voz sussurrando, leitor. Uma voz indefinida. Pode ser de homem, de mulher ou de criança. A princípio — por causa dos roncos — não se distingue o que ela diz. Mas aos poucos as palavras vão ficando claras. São duas vozes. É um diálogo sussurrado.
“Estão prontos?”
“Não, acho que ainda não…”
“Então vamos voltar amanhã…”

Na composição de sua crônica, Luis Fernando Verissimo - UNESP 2024

Língua Portuguesa - 2024

Para responder à questão, leia a crônica de Luis Fernando Verissimo.

Esta ideia para um conto de terror é tão terrível que, logo depois de tê-la, me arrependi. Mas já estava tida, não adiantava mais. Você, leitor, no entanto, tem uma escolha. Pode parar aqui, e se poupar, ou ler até o fim e provavelmente nunca mais dormir. Vejo que decidiu continuar. Muito bem, vamos em frente. Talvez, posta no papel, a ideia perca um pouco do seu poder de susto. Mas não posso garantir nada. É assim:
Um casal de velhos mora sozinho numa casa. Já criaram os filhos, os netos já estão grandes, só lhes resta implicar um com o outro. Retomam com novo fervor uma discussão antiga. Ela diz que ele ronca quando dorme, ele diz que é mentira.
— Ronca.
— Não ronco.
— Ele diz que não ronca — comenta ela, impaciente, como se falasse com uma terceira pessoa.
Mas não existe outra pessoa na casa. Os filhos raramente visitam. Os netos, nunca. A empregada vem de manhã, faz o almoço, deixa o jantar feito e sai cedo. Ficam os dois sozinhos.
— Eu devia gravar os seus roncos, pra você se convencer — diz ela. E em seguida tem a ideia infeliz. — É o que eu vou fazer! Esta noite, quando você dormir, vou ligar o gravador e gravar os seus roncos.
— Humrfm — diz o velho.
Você, leitor, já deve estar sentindo o que vai acontecer. Pare de ler, leitor. Eu não posso parar de escrever. As ideias não podem ser desperdiçadas, mesmo que nos custem amigos, a vida ou o sono. Imagine se Shakespeare tivesse se horrorizado com suas próprias ideias e deixado de escreve-las, por puro comedimento. Não que eu queira me comparar a Shakespeare. Shakespeare era bem mais magro. Tenho que exercer este ofício, esta danação. Você, no entanto, não é obrigado a me acompanhar, leitor. Vá passear, vá tomar sol. Uma das maneiras de controlar a demência solta no mundo é deixar os escritores falando sozinhos, exercendo sozinhos a sua profissão malsã, o seu vício solitário. Você ainda está lendo. Você é pior do que eu, leitor. Você tinha escolha.
Sozinhos. Os velhos sozinhos na casa. Os dois vão para a cama. Quando o velho dorme, a velha liga o gravador. Mas em poucos minutos a velha também dorme. O gravador fica ligado, gravando. Pouco depois a fita acaba.
Na manhã seguinte, certa do seu triunfo, a velha roda a fita. Ouvem-se alguns minutos de silêncio. Depois, alguém roncando.
— Rará! — diz a velha, feliz.
Pouco depois ouve-se o ronco de outra pessoa. A velha também ronca!
— Rará! — diz o velho, vingativo.
E em seguida, por cima do contraponto de roncos, ouve- -se um sussurro. Uma voz sussurrando, leitor. Uma voz indefinida. Pode ser de homem, de mulher ou de criança. A princípio — por causa dos roncos — não se distingue o que ela diz. Mas aos poucos as palavras vão ficando claras. São duas vozes. É um diálogo sussurrado.
“Estão prontos?”
“Não, acho que ainda não…”
“Então vamos voltar amanhã…”

Em sua crônica, o autor caracteriza o ofício de escrever - UNESP 2024

Língua Portuguesa - 2024

Para responder à questão, leia a crônica de Luis Fernando Verissimo.

Esta ideia para um conto de terror é tão terrível que, logo depois de tê-la, me arrependi. Mas já estava tida, não adiantava mais. Você, leitor, no entanto, tem uma escolha. Pode parar aqui, e se poupar, ou ler até o fim e provavelmente nunca mais dormir. Vejo que decidiu continuar. Muito bem, vamos em frente. Talvez, posta no papel, a ideia perca um pouco do seu poder de susto. Mas não posso garantir nada. É assim:
Um casal de velhos mora sozinho numa casa. Já criaram os filhos, os netos já estão grandes, só lhes resta implicar um com o outro. Retomam com novo fervor uma discussão antiga. Ela diz que ele ronca quando dorme, ele diz que é mentira.
— Ronca.
— Não ronco.
— Ele diz que não ronca — comenta ela, impaciente, como se falasse com uma terceira pessoa.
Mas não existe outra pessoa na casa. Os filhos raramente visitam. Os netos, nunca. A empregada vem de manhã, faz o almoço, deixa o jantar feito e sai cedo. Ficam os dois sozinhos.
— Eu devia gravar os seus roncos, pra você se convencer — diz ela. E em seguida tem a ideia infeliz. — É o que eu vou fazer! Esta noite, quando você dormir, vou ligar o gravador e gravar os seus roncos.
— Humrfm — diz o velho.
Você, leitor, já deve estar sentindo o que vai acontecer. Pare de ler, leitor. Eu não posso parar de escrever. As ideias não podem ser desperdiçadas, mesmo que nos custem amigos, a vida ou o sono. Imagine se Shakespeare tivesse se horrorizado com suas próprias ideias e deixado de escreve-las, por puro comedimento. Não que eu queira me comparar a Shakespeare. Shakespeare era bem mais magro. Tenho que exercer este ofício, esta danação. Você, no entanto, não é obrigado a me acompanhar, leitor. Vá passear, vá tomar sol. Uma das maneiras de controlar a demência solta no mundo é deixar os escritores falando sozinhos, exercendo sozinhos a sua profissão malsã, o seu vício solitário. Você ainda está lendo. Você é pior do que eu, leitor. Você tinha escolha.
Sozinhos. Os velhos sozinhos na casa. Os dois vão para a cama. Quando o velho dorme, a velha liga o gravador. Mas em poucos minutos a velha também dorme. O gravador fica ligado, gravando. Pouco depois a fita acaba.
Na manhã seguinte, certa do seu triunfo, a velha roda a fita. Ouvem-se alguns minutos de silêncio. Depois, alguém roncando.
— Rará! — diz a velha, feliz.
Pouco depois ouve-se o ronco de outra pessoa. A velha também ronca!
— Rará! — diz o velho, vingativo.
E em seguida, por cima do contraponto de roncos, ouve- -se um sussurro. Uma voz sussurrando, leitor. Uma voz indefinida. Pode ser de homem, de mulher ou de criança. A princípio — por causa dos roncos — não se distingue o que ela diz. Mas aos poucos as palavras vão ficando claras. São duas vozes. É um diálogo sussurrado.
“Estão prontos?”
“Não, acho que ainda não…”
“Então vamos voltar amanhã…”

Examine a charge do cartunista Angeli - UNESP 2024

História - 2024

Examine a charge do cartunista Angeli.

Questão 17 - UNESP 2024

Na linguagem literária, visando obter maior - UNESP 2024

Língua Portuguesa - 2024

Leia o soneto do poeta português Manuel Maria Barbosa du Bocage, para responder à questão

Olha, Marília, as flautas dos pastores,
Que bem que soam, como estão cadentes!
Olha o Tejo a sorrir-se! Olha: não sentes
Os Zéfiros 1 brincar por entre as flores?

Vê como ali, beijando-se, os Amores
Incitam nossos ósculos 2 ardentes!
Ei-las de planta em planta as inocentes,
As vagas borboletas de mil cores!

Naquele arbusto o rouxinol suspira;
Ora nas folhas a abelhinha para.
Ora nos ares, sussurrando, gira.

Que alegre campo! Que manhã tão clara!
Mas ah!, tudo o que vês, se eu não te vira,
Mais tristeza que a noite me causara.

(Manuel Maria Barbosa du Bocage. Poemas escolhidos, 1974.)

1Zéfiro: vento que sopra do ocidente.
2 ósculo: beijo

Ao longo do soneto, o eu lírico recorre reiteradamente ao - UNESP 2024

Língua Portuguesa - 2024

Leia o soneto do poeta português Manuel Maria Barbosa du Bocage, para responder à questão

Olha, Marília, as flautas dos pastores,
Que bem que soam, como estão cadentes!
Olha o Tejo a sorrir-se! Olha: não sentes
Os Zéfiros 1 brincar por entre as flores?

Vê como ali, beijando-se, os Amores
Incitam nossos ósculos 2 ardentes!
Ei-las de planta em planta as inocentes,
As vagas borboletas de mil cores!

Naquele arbusto o rouxinol suspira;
Ora nas folhas a abelhinha para.
Ora nos ares, sussurrando, gira.

Que alegre campo! Que manhã tão clara!
Mas ah!, tudo o que vês, se eu não te vira,
Mais tristeza que a noite me causara.

(Manuel Maria Barbosa du Bocage. Poemas escolhidos, 1974.)

1Zéfiro: vento que sopra do ocidente.
2 ósculo: beijo

No soneto, a capacidade de transfigurar a paisagem - UNESP 2024

Língua Portuguesa - 2024

Leia o soneto do poeta português Manuel Maria Barbosa du Bocage, para responder à questão

Olha, Marília, as flautas dos pastores,
Que bem que soam, como estão cadentes!
Olha o Tejo a sorrir-se! Olha: não sentes
Os Zéfiros 1 brincar por entre as flores?

Vê como ali, beijando-se, os Amores
Incitam nossos ósculos 2 ardentes!
Ei-las de planta em planta as inocentes,
As vagas borboletas de mil cores!

Naquele arbusto o rouxinol suspira;
Ora nas folhas a abelhinha para.
Ora nos ares, sussurrando, gira.

Que alegre campo! Que manhã tão clara!
Mas ah!, tudo o que vês, se eu não te vira,
Mais tristeza que a noite me causara.

(Manuel Maria Barbosa du Bocage. Poemas escolhidos, 1974.)

1Zéfiro: vento que sopra do ocidente.
2 ósculo: beijo

Leia o soneto do poeta português Manuel Maria Barbosa du - UNESP 2024

Língua Portuguesa - 2024

Leia o soneto do poeta português Manuel Maria Barbosa du Bocage, para responder à questão

Olha, Marília, as flautas dos pastores,
Que bem que soam, como estão cadentes!
Olha o Tejo a sorrir-se! Olha: não sentes
Os Zéfiros 1 brincar por entre as flores?

Vê como ali, beijando-se, os Amores
Incitam nossos ósculos 2 ardentes!
Ei-las de planta em planta as inocentes,
As vagas borboletas de mil cores!

Naquele arbusto o rouxinol suspira;
Ora nas folhas a abelhinha para.
Ora nos ares, sussurrando, gira.

Que alegre campo! Que manhã tão clara!
Mas ah!, tudo o que vês, se eu não te vira,
Mais tristeza que a noite me causara.

(Manuel Maria Barbosa du Bocage. Poemas escolhidos, 1974.)

1Zéfiro: vento que sopra do ocidente.
2 ósculo: beijo

No trecho “em cujas águas viu o reflexo do naco de carne” - UNESP 2024

Língua Portuguesa - 2024

leia a fábula árabe “Um cachorro e um abutre”, cuja autoria é desconhecida.

Certa feita, um cachorro roubou um naco de carne de um abatedouro e correu em direção ao rio, em cujas águas viu o reflexo do naco de carne, bem maior do que o naco que carregava. Largou-o então, e um abutre desceu e agarrou a carne, enquanto o cachorro corria atrás do naco maior, mas nada encontrou. Retornou para pegar a carne que antes carregava, mas também não a encontrou. Pensou então: “A ilusão me fez perder o bom senso, e acabei sem aquilo que eu já tinha por ir atrás daquilo que eu não alcançaria.”

“Pensou então: ‘A ilusão me fez perder o bom senso [...]’ - UNESP 2024

Língua Portuguesa - 2024

leia a fábula árabe “Um cachorro e um abutre”, cuja autoria é desconhecida.

Certa feita, um cachorro roubou um naco de carne de um abatedouro e correu em direção ao rio, em cujas águas viu o reflexo do naco de carne, bem maior do que o naco que carregava. Largou-o então, e um abutre desceu e agarrou a carne, enquanto o cachorro corria atrás do naco maior, mas nada encontrou. Retornou para pegar a carne que antes carregava, mas também não a encontrou. Pensou então: “A ilusão me fez perder o bom senso, e acabei sem aquilo que eu já tinha por ir atrás daquilo que eu não alcançaria.”

- UNESP 2024

Língua Portuguesa - 2024

leia a fábula árabe “Um cachorro e um abutre”, cuja autoria é desconhecida.

Certa feita, um cachorro roubou um naco de carne de um abatedouro e correu em direção ao rio, em cujas águas viu o reflexo do naco de carne, bem maior do que o naco que carregava. Largou-o então, e um abutre desceu e agarrou a carne, enquanto o cachorro corria atrás do naco maior, mas nada encontrou. Retornou para pegar a carne que antes carregava, mas também não a encontrou. Pensou então: “A ilusão me fez perder o bom senso, e acabei sem aquilo que eu já tinha por ir atrás daquilo que eu não alcançaria.”

Analise o meme publicado pelo perfil “Classical Damn” no - UNESP 2024

Inglês - 2024

Analise o meme publicado pelo perfil “Classical Damn” no Instagram em 02.07.2021.

Questão 09 - UNESP 2024

Considerando o contexto em que se insere, está reescrito - UNESP 2024

Língua Portuguesa - 2024

leia a letra da canção “Foi um rio que passou em minha vida”, de Paulinho da Viola, gravada em 1970.

Se um dia
Meu coração for consultado
Para saber se andou errado
Será difícil negar
Meu coração tem mania de amor
Amor não é fácil de achar
A marca dos meus desenganos ficou, ficou
Só um amor pode apagar

Porém
Há um caso diferente
Que marcou um breve tempo
Meu coração para sempre
Era dia de carnaval
Eu carregava uma tristeza
Não pensava em novo amor
Quando alguém que não me lembro anunciou
Portela1 , Portela
O samba trazendo alvorada
Meu coração conquistou

Ah, minha Portela
Quando vi você passar
Senti meu coração apressado
Todo o meu corpo tomado
Minha alegria a voltar
Não posso definir aquele azul
Não era do céu
Nem era do mar
Foi um rio que passou em minha vida
E meu coração se deixou levar

(www.paulinhodaviola.com.br)

1 Grêmio Recreativo Escola de Samba Portela (ou simplesmente Portela): escola de samba brasileira da cidade do Rio de Janeiro que adota como símbolo a águia e as cores azul e branco.

Na canção, o eu lírico (A) tem consciência de que a - UNESP 2024

Língua Portuguesa - 2024

leia a letra da canção “Foi um rio que passou em minha vida”, de Paulinho da Viola, gravada em 1970.

Se um dia
Meu coração for consultado
Para saber se andou errado
Será difícil negar
Meu coração tem mania de amor
Amor não é fácil de achar
A marca dos meus desenganos ficou, ficou
Só um amor pode apagar

Porém
Há um caso diferente
Que marcou um breve tempo
Meu coração para sempre
Era dia de carnaval
Eu carregava uma tristeza
Não pensava em novo amor
Quando alguém que não me lembro anunciou
Portela1 , Portela
O samba trazendo alvorada
Meu coração conquistou

Ah, minha Portela
Quando vi você passar
Senti meu coração apressado
Todo o meu corpo tomado
Minha alegria a voltar
Não posso definir aquele azul
Não era do céu
Nem era do mar
Foi um rio que passou em minha vida
E meu coração se deixou levar

(www.paulinhodaviola.com.br)

1 Grêmio Recreativo Escola de Samba Portela (ou simplesmente Portela): escola de samba brasileira da cidade do Rio de Janeiro que adota como símbolo a águia e as cores azul e branco.

Na construção de sua tirinha, Laerte mobiliza - UNESP 2024

Língua Portuguesa - 2024

Examine a tirinha da cartunista Laerte.

Questão 15 - FATEC 2020 - Caderno Azul

• “Ou como o leitor de muitos livros, que passasse a ler - UNESP 2024

Língua Portuguesa - 2024

leia a crônica “Despedida”, de Carlos Drummond de Andrade (1902-1987), publicada originalmente no Jornal do Brasil em 05.06.1971, e a resposta de Edson Arantes do Nascimento (1940-2022), o Pelé, publicada no mesmo jornal em 29.06.1971.

Pelé despede-se em julho da Seleção Brasileira. Decidiu, está decidido. Querem que ele continue, mas sua educação esportiva se dilata em educação moral, e Pelé dá muito apreço à sua palavra. Se atender aos apelos, ficará bem com todo o mundo e mal consigo. Pelé não quer brigar com Pelé. Não abandonará de todo o futebol, pois continuará jogando pelo seu clube. Não vejo contradição nisto. Faz como um grande proprietário de terras, que trocasse a fazenda pela miniatura de um sítio: continua a ter águas, plantas, criação, a mesma luminosidade das horas — menos a imensidão, que acaba cansando. Ou como o leitor de muitos livros, que passasse a ler um só que contém o resumo de tudo. Pelé quer cultivar sua vida a seu gosto, ele que a vivia tanto ao gosto dos outros. Sua municipalização voluntária me encanta. Não é só pelo ato de sabedoria, que é sair antes que exijam a nossa saída. Uma atitude destas indica mais cautela do que desprendimento. É pelo ato de escolha — de escolher o mais simples, envolvendo renúncia e gentileza. As massas brasileiras e internacionais não poderão chamá-lo de ingrato, pois continuarão a vê-lo, aqui e no estrangeiro, em seu jogo de astúcia e arte. Mas ele passará a jogar como particular, um famoso incógnito, que não aspira às glórias de um quarto campeonato mundial. E com isso, dará lugar a outro, ou a outros, que por mais que caprichassem ficavam sempre um tanto encobertos pela sombra de Pelé — a sombra de que espontaneamente se desfaz. Bela jogada, a sua: a de não jogar como campeão, sendo campeoníssimo.

(Carlos Drummond de Andrade. Quando é dia de futebol, 2014.)

Estou comovido. Entre tantas coisas que dizem a meu respeito, generosas ou menos boas, suas palavras tiveram a rara virtude de se lembrarem do homem, da pessoa humana que quero ser, demonstrando compreensão e carinho por essa condição fundamental. Recortei sua crônica, não porque fala de mim, mas porque traduz, no primor de seu estilo, um apoio que me incentiva e me conforta.

Do ponto de vista semântico, opõem-se os termos que - UNESP 2024

Língua Portuguesa - 2024

leia a crônica “Despedida”, de Carlos Drummond de Andrade (1902-1987), publicada originalmente no Jornal do Brasil em 05.06.1971, e a resposta de Edson Arantes do Nascimento (1940-2022), o Pelé, publicada no mesmo jornal em 29.06.1971.

Pelé despede-se em julho da Seleção Brasileira. Decidiu, está decidido. Querem que ele continue, mas sua educação esportiva se dilata em educação moral, e Pelé dá muito apreço à sua palavra. Se atender aos apelos, ficará bem com todo o mundo e mal consigo. Pelé não quer brigar com Pelé. Não abandonará de todo o futebol, pois continuará jogando pelo seu clube. Não vejo contradição nisto. Faz como um grande proprietário de terras, que trocasse a fazenda pela miniatura de um sítio: continua a ter águas, plantas, criação, a mesma luminosidade das horas — menos a imensidão, que acaba cansando. Ou como o leitor de muitos livros, que passasse a ler um só que contém o resumo de tudo. Pelé quer cultivar sua vida a seu gosto, ele que a vivia tanto ao gosto dos outros. Sua municipalização voluntária me encanta. Não é só pelo ato de sabedoria, que é sair antes que exijam a nossa saída. Uma atitude destas indica mais cautela do que desprendimento. É pelo ato de escolha — de escolher o mais simples, envolvendo renúncia e gentileza. As massas brasileiras e internacionais não poderão chamá-lo de ingrato, pois continuarão a vê-lo, aqui e no estrangeiro, em seu jogo de astúcia e arte. Mas ele passará a jogar como particular, um famoso incógnito, que não aspira às glórias de um quarto campeonato mundial. E com isso, dará lugar a outro, ou a outros, que por mais que caprichassem ficavam sempre um tanto encobertos pela sombra de Pelé — a sombra de que espontaneamente se desfaz. Bela jogada, a sua: a de não jogar como campeão, sendo campeoníssimo.

(Carlos Drummond de Andrade. Quando é dia de futebol, 2014.)

Estou comovido. Entre tantas coisas que dizem a meu respeito, generosas ou menos boas, suas palavras tiveram a rara virtude de se lembrarem do homem, da pessoa humana que quero ser, demonstrando compreensão e carinho por essa condição fundamental. Recortei sua crônica, não porque fala de mim, mas porque traduz, no primor de seu estilo, um apoio que me incentiva e me conforta.

Em sua resposta, Pelé mostra-se (A) constrangido por ter - UNESP 2024

Língua Portuguesa - 2024

leia a crônica “Despedida”, de Carlos Drummond de Andrade (1902-1987), publicada originalmente no Jornal do Brasil em 05.06.1971, e a resposta de Edson Arantes do Nascimento (1940-2022), o Pelé, publicada no mesmo jornal em 29.06.1971.

Pelé despede-se em julho da Seleção Brasileira. Decidiu, está decidido. Querem que ele continue, mas sua educação esportiva se dilata em educação moral, e Pelé dá muito apreço à sua palavra. Se atender aos apelos, ficará bem com todo o mundo e mal consigo. Pelé não quer brigar com Pelé. Não abandonará de todo o futebol, pois continuará jogando pelo seu clube. Não vejo contradição nisto. Faz como um grande proprietário de terras, que trocasse a fazenda pela miniatura de um sítio: continua a ter águas, plantas, criação, a mesma luminosidade das horas — menos a imensidão, que acaba cansando. Ou como o leitor de muitos livros, que passasse a ler um só que contém o resumo de tudo. Pelé quer cultivar sua vida a seu gosto, ele que a vivia tanto ao gosto dos outros. Sua municipalização voluntária me encanta. Não é só pelo ato de sabedoria, que é sair antes que exijam a nossa saída. Uma atitude destas indica mais cautela do que desprendimento. É pelo ato de escolha — de escolher o mais simples, envolvendo renúncia e gentileza. As massas brasileiras e internacionais não poderão chamá-lo de ingrato, pois continuarão a vê-lo, aqui e no estrangeiro, em seu jogo de astúcia e arte. Mas ele passará a jogar como particular, um famoso incógnito, que não aspira às glórias de um quarto campeonato mundial. E com isso, dará lugar a outro, ou a outros, que por mais que caprichassem ficavam sempre um tanto encobertos pela sombra de Pelé — a sombra de que espontaneamente se desfaz. Bela jogada, a sua: a de não jogar como campeão, sendo campeoníssimo.

(Carlos Drummond de Andrade. Quando é dia de futebol, 2014.)

Estou comovido. Entre tantas coisas que dizem a meu respeito, generosas ou menos boas, suas palavras tiveram a rara virtude de se lembrarem do homem, da pessoa humana que quero ser, demonstrando compreensão e carinho por essa condição fundamental. Recortei sua crônica, não porque fala de mim, mas porque traduz, no primor de seu estilo, um apoio que me incentiva e me conforta.

No contexto da crônica, referem-se à Seleção Brasileira, - UNESP 2024

Língua Portuguesa - 2024

leia a crônica “Despedida”, de Carlos Drummond de Andrade (1902-1987), publicada originalmente no Jornal do Brasil em 05.06.1971, e a resposta de Edson Arantes do Nascimento (1940-2022), o Pelé, publicada no mesmo jornal em 29.06.1971.

Pelé despede-se em julho da Seleção Brasileira. Decidiu, está decidido. Querem que ele continue, mas sua educação esportiva se dilata em educação moral, e Pelé dá muito apreço à sua palavra. Se atender aos apelos, ficará bem com todo o mundo e mal consigo. Pelé não quer brigar com Pelé. Não abandonará de todo o futebol, pois continuará jogando pelo seu clube. Não vejo contradição nisto. Faz como um grande proprietário de terras, que trocasse a fazenda pela miniatura de um sítio: continua a ter águas, plantas, criação, a mesma luminosidade das horas — menos a imensidão, que acaba cansando. Ou como o leitor de muitos livros, que passasse a ler um só que contém o resumo de tudo. Pelé quer cultivar sua vida a seu gosto, ele que a vivia tanto ao gosto dos outros. Sua municipalização voluntária me encanta. Não é só pelo ato de sabedoria, que é sair antes que exijam a nossa saída. Uma atitude destas indica mais cautela do que desprendimento. É pelo ato de escolha — de escolher o mais simples, envolvendo renúncia e gentileza. As massas brasileiras e internacionais não poderão chamá-lo de ingrato, pois continuarão a vê-lo, aqui e no estrangeiro, em seu jogo de astúcia e arte. Mas ele passará a jogar como particular, um famoso incógnito, que não aspira às glórias de um quarto campeonato mundial. E com isso, dará lugar a outro, ou a outros, que por mais que caprichassem ficavam sempre um tanto encobertos pela sombra de Pelé — a sombra de que espontaneamente se desfaz. Bela jogada, a sua: a de não jogar como campeão, sendo campeoníssimo.

(Carlos Drummond de Andrade. Quando é dia de futebol, 2014.)

Estou comovido. Entre tantas coisas que dizem a meu respeito, generosas ou menos boas, suas palavras tiveram a rara virtude de se lembrarem do homem, da pessoa humana que quero ser, demonstrando compreensão e carinho por essa condição fundamental. Recortei sua crônica, não porque fala de mim, mas porque traduz, no primor de seu estilo, um apoio que me incentiva e me conforta.

leia a crônica “Despedida”, de Carlos Drummond de Andrade - UNESP 2024

Língua Portuguesa - 2024

leia a crônica “Despedida”, de Carlos Drummond de Andrade (1902-1987), publicada originalmente no Jornal do Brasil em 05.06.1971, e a resposta de Edson Arantes do Nascimento (1940-2022), o Pelé, publicada no mesmo jornal em 29.06.1971.

Pelé despede-se em julho da Seleção Brasileira. Decidiu, está decidido. Querem que ele continue, mas sua educação esportiva se dilata em educação moral, e Pelé dá muito apreço à sua palavra. Se atender aos apelos, ficará bem com todo o mundo e mal consigo. Pelé não quer brigar com Pelé. Não abandonará de todo o futebol, pois continuará jogando pelo seu clube. Não vejo contradição nisto. Faz como um grande proprietário de terras, que trocasse a fazenda pela miniatura de um sítio: continua a ter águas, plantas, criação, a mesma luminosidade das horas — menos a imensidão, que acaba cansando. Ou como o leitor de muitos livros, que passasse a ler um só que contém o resumo de tudo. Pelé quer cultivar sua vida a seu gosto, ele que a vivia tanto ao gosto dos outros. Sua municipalização voluntária me encanta. Não é só pelo ato de sabedoria, que é sair antes que exijam a nossa saída. Uma atitude destas indica mais cautela do que desprendimento. É pelo ato de escolha — de escolher o mais simples, envolvendo renúncia e gentileza. As massas brasileiras e internacionais não poderão chamá-lo de ingrato, pois continuarão a vê-lo, aqui e no estrangeiro, em seu jogo de astúcia e arte. Mas ele passará a jogar como particular, um famoso incógnito, que não aspira às glórias de um quarto campeonato mundial. E com isso, dará lugar a outro, ou a outros, que por mais que caprichassem ficavam sempre um tanto encobertos pela sombra de Pelé — a sombra de que espontaneamente se desfaz. Bela jogada, a sua: a de não jogar como campeão, sendo campeoníssimo.

(Carlos Drummond de Andrade. Quando é dia de futebol, 2014.)

Estou comovido. Entre tantas coisas que dizem a meu respeito, generosas ou menos boas, suas palavras tiveram a rara virtude de se lembrarem do homem, da pessoa humana que quero ser, demonstrando compreensão e carinho por essa condição fundamental. Recortei sua crônica, não porque fala de mim, mas porque traduz, no primor de seu estilo, um apoio que me incentiva e me conforta.

A hipérbole é uma figura de palavra que consiste - UNESP 2016/2

Língua Portuguesa - 2023

Leia o trecho inicial de um poema de Álvaro de Campos, heterônimo do escritor Fernando Pessoa (1888-1935), para responder às questões de 17 a 19.

Esta velha angústia,
Esta angústia que trago há séculos em mim,
Transbordou da vasilha,
Em lágrimas, em grandes imaginações,
Em sonhos em estilo de pesadelo sem terror,
Em grandes emoções súbitas sem sentido nenhum.

Transbordou.
Mal sei como conduzir-me na vida
Com este mal-estar a fazer-me pregas na alma!
Se ao menos endoidecesse deveras!
Mas não: é este estar entre,
Este quase,
Este poder ser que...,
Isto.

Um internado num manicômio é, ao menos, alguém,
Eu sou um internado num manicômio sem manicômio.
Estou doido a frio,
Estou lúcido e louco,
Estou alheio a tudo e igual a todos:
Estou dormindo desperto com sonhos que são loucura
Porque não são sonhos.
Estou assim...

Pobre velha casa da minha infância perdida!
Quem te diria que eu me desacolhesse tanto!
Que é do teu menino? Está maluco.
Que é de quem dormia sossegado sob o teu teto provinciano?
Está maluco.
Quem de quem fui? Está maluco. Hoje é quem eu sou.

(Obra poética, 1965.)

O cartaz, afixado nos muros de Paris em maio de 1968 - UNESP 2018/2

História - 2023

UNESP 2018/2

Um objeto linear AB é colocado - UNESP 2022/Biológicas

Física - 2023

Um objeto linear AB é colocado perpendicularmente ao eixo principal de um espelho esférico convexo, a uma distância d do vértice desse espelho. A figura mostra um raio de luz (R) proveniente da extremidade A do objeto e a imagem A’ desse ponto.

UNESP 2022

A tabela indica o chaveamento de 8 times que chegaram às - UNESP 2023

Matemática - 2023

A tabela indica o chaveamento de 8 times que chegaram às quartas de final de um torneio de futebol. Nos jogos de quartas de final, as porcentagens ao lado de cada time indicam sua probabilidade de seguir adiante no torneio. Nos jogos da semifinal, as probabilidades de cada time dos grupos E e F são iguais a 50%.

UNESP 2023

De um paralelepípedo reto-retângulo de dimensões 20 cm - UNESP 2023

Matemática - 2023

De um paralelepípedo reto-retângulo de dimensões 20 cm por 6√2 cm por 6√2 cm serão retirados dois cubos, cujos lados medem x cm. Esses cubos têm três arestas contidas em três arestas do paralelepípedo e uma das faces contida em uma mesma face quadrada do paralelepípedo.

UNESP 2023

O alumínio é um metal valorizado por ter baixa densidade - UNESP 2023

Matemática - 2023

O alumínio é um metal valorizado por ter baixa densidade e baixa temperatura de fusão, o que o torna ideal para a fabricação de embalagens baratas, resistentes e de fácil reciclagem, além de amplo uso na fabricação de veículos. O gráfico mostra um comparativo de cinco metais, incluindo o alumínio, para cinco propriedades. div class="text-center"> UNESP 2023

Observe a figura, formada por um triângulo PQR inscrito - UNESP 2023

Matemática - 2023

Observe a figura, formada por um triângulo PQR inscrito em uma circunferência de diâmetro PR = 10 m, em que PQ = 6 m. Uma partícula se move sobre a linha contínua, iniciando seu movimento em P, passando por Q, depois por R e, finalmente, voltando a P, como mostram as setas sobre a trajetória.

UNESP 2023

Na figura, BELO é um losango com vértices E e O nos lados - UNESP 2023

Matemática - 2023

Na figura, BELO é um losango com vértices E e O nos lados UNESP 2023, respectivamente, do retângulo BALU. A diagonal UNESP 2023 de BALU forma um ângulo de 30º com o lado UNESP 2023, como mostra a figura.

UNESP 2023

Considere o trecho da notícia veiculada no Reino Unido. - UNESP 2023

Matemática - 2023

Considere o trecho da notícia veiculada no Reino Unido.

A YouGov survey of more than 16,000 adults found that of the 40% of people who asked for a pay rise, just over a quarter succeeded.

Examine os dados comparativos simplificados entre Júpiter - UNESP 2023

Matemática - 2023

Examine os dados comparativos simplificados entre Júpiter, Terra e Sol, considerando-se modelos esféricos e movimentos circulares dos planetas em torno do Sol.

UNESP 2023

Em um município, a conta de água residencial é composta - UNESP 2023

Matemática - 2023

Em um município, a conta de água residencial é composta por um valor fixo de R$ 4,00 somado a um valor variável, de acordo com o consumo de água da residência. O valor variável é composto da seguinte forma: M reais por m3 de água até o consumo de 12 m3 e N reais por m3 de água que exceda 12 m3. O gráfico descreve a composição do valor da conta de água residencial nesse município.

UNESP 2023

Um circuito elétrico é constituído por um gerador ideal - UNESP 2023

Física - 2023

Um circuito elétrico é constituído por um gerador ideal de força eletromotriz E, um amperímetro também ideal UNESP 2023 e dois resistores ôhmicos de resistências R1 e R2, conforme a figura. O gráfico abaixo do circuito representa a variação do potencial elétrico (V) ao longo dos pontos do ramo PZ que contém os dois resistores, adotando o potencial do ponto P como sendo nulo.

UNESP 2023

Nos instrumentos musicais de corda, as cordas apresentam - UNESP 2023

Física - 2023

Nos instrumentos musicais de corda, as cordas apresentam diferentes espessuras e diferentes densidades lineares de massa, para que aquelas que emitem sons mais graves não precisem ser muito longas, o que inviabilizaria a construção do instrumento.

Detalhes das cordas de um violoncelo

UNESP 2023

(pt.wikipedia.org)

Para ilustrar o fato de que cordas que emitem sons mais graves precisariam ser muito longas, considere duas cordas, 1 e 2, ambas com extremidades fixas, que apresentem espessuras iguais, mesma densidade linear de massa e que estejam submetidas à mesma força de tração.

UNESP 2023

Um raio de luz monocromática, propagando-se pelo ar - UNESP 2023

Química - 2023

Um raio de luz monocromática, propagando-se pelo ar, incide sobre um líquido em equilíbrio contido em um recipiente, é refratado e passa a propagar-se por esse líquido em uma direção inclinada de um ângulo α em relação à superfície do líquido, conforme a figura.

UNESP 2023

A tabela apresenta cinco líquidos que podem estar no interior desse recipiente e seus respectivos índices de refração absolutos.

UNESP 2023

Continua após a publicidade..